Imposto de renda: prazo para declarar encerra no dia 30

Até o dia 4 de junho, cerca de 17 milhões de Declarações do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) foram recebidas pela Receita Federal. O número representa um pouco mais da metade da expectativa de entrega, que é de 32 milhões. O prazo de entrega, que normalmente é até o último dia útil do mês de abril, foi ampliado neste ano para o dia 30 de junho em virtude da Covid-19. A Fluxo Assessoria Contábil e Empresarial orienta sobre alguns pontos cruciais que envolvem a Declaração do Imposto de Renda, por isso, fique atento às dicas:


Tenha todos os seus documentos em mãos


Para entregar tranquilamente seu Imposto de Renda, é necessário ter todos os documentos pertinentes em mãos. Essa é uma tarefa que deve começar desde o ano anterior e deverá ser feita cuidadosa e detalhadamente. Dica: a Fluxo possui um check-list dos documentos necessários. Entre em contato para saber mais.


Não esqueça dos rendimentos dos seus dependentes


Uma razão que leva muitas pessoas a se verem com problemas com a Receita Federal é não informar a renda de seus dependentes. Isso porque alguns contribuintes confiam na ideia de que alguns rendimentos — como estágios de filhos — não devem ser colocados na declaração, o que é um grande engano. Dica: Tenha em mãos valores referentes a rendimentos e despesas dos dependentes.


Saiba exatamente quais são os valores de seu patrimônio


O mais correto, ao declarar o IRPF, é colocar no papel os valores e os preços que você pagou por cada item do seu patrimônio — em vez do quanto acredita que aquilo vale. A ideia serve tanto para os mais antigos, quanto para os bens mais atuais. Ao declarar um imóvel, também é preciso tomar cuidado para não cair na malha fina. Isso porque todas as declarações de benfeitorias e melhorias feitas dentro do apartamento ou casa devem ter sempre um documento comprovando os gastos afins. Dica: Muito cuidado com a declaração de imóveis em construção e imóveis financiados. Sempre faça uma cópia das escrituras e documentos de compra e venda de bens imóveis.


Aplicações financeiras, bolsa de valores e ações


Se você é uma pessoa que investe seu dinheiro, é preciso tomar cuidado com o Imposto de Renda. Algumas aplicações de renda fixa e variável incidem IR. Dica: Organize com seu gerente do banco os extratos das aplicações e investimentos. E caso aplique no mercado de ações, organize com sua corretora todos os demonstrativos de compra e venda de investimentos, inclusive as notas de corretagem.


Não erre na hora de declarar seu veículo


Muitas pessoas também têm dúvidas sobre a declaração de bens móveis, como é o caso de carros ou motos. Dica: Nessa situação, é preciso informar a marca, o modelo, o ano de fabricação e a placa do automóvel, além de seu registro.


Destine seu IR


Além de todo o cuidado, também existe a possibilidade de doar parte do imposto diretamente na declaração. É possível, ainda, destinar até 3% do imposto devido para os fundos da criança e do adolescente na modalidade completa da declaração.


Para saber mais, visite a Fluxo na rua General Gomes Carneiro, número 436, Sala 21, Centro, ou contate seus
profissionais pelo telefone (54) 2621-4868, Whatsapp (54) 99171-6095.




Opine:

Fluxo Im�veis